A história de um nerd de 20 e poucos anos

nerd

Nasci no ano de 1992 e incríveis transformações aconteceram nesse período. Esse texto trará essas mudanças e tenho certeza que muitos irão se identificar com a leitura. 🙂

Tudo começou aproximadamente no ano de 1996, nessa época eu tinha apenas 4 anos e tive a primeira interação com o video game Atari. Achei fantástico, e me lembro bem (por incrível que pareça) de eu jogar Pacman com meu pai e meu tio.

Não muito tempo depois, meu tio fez a EXCELENTE aquisição (direto do Paraguai) do Super Nintendo. Nossa! Que evolução! 😯 Por sorte, meses depois meu pai comprou este videogame e me deu de presente.
Perdi muito tempo em cima disso, jogos como: Super Mario, Top Gear, Mortal Kombat, Final Fight, Aladdin, Bomberman, Star Fox, Power Rangers e dentre outros eram a diversão e o meu passa tempo.

Em torno do ano de 1999 na casa do meu tio, tive o primeiro contato com um computador (windows 98). Neste, eu brincava de desenhar no paint, jogar campo minado, paciência e etc.

Não demorou muito, para o avanço da internet. Lembro-me de alguns colegas da minha escola, que entregavam trabalhos impressos de acordo com conteúdos buscados da internet.

Enquanto eu mero mortal :roll: buscava os conteúdos na BARSA (enciclopédia impressa muito utilizada na época) e copiava manualmente para um caderno. Apesar do professor não diferenciar as notas por causa disso, eu sempre sentia inveja, pois além de possuir corretor automático, a busca era feita de forma muito mais simples.

Um ano depois, a escola começou a dar aulas de informática (Word, Excel, Power Point e Internet). Desvendando esse novo mundo, fui criando gosto pela “coisa” e quando chegamos na aula conhecendo a internet, fiquei FASCINADO em digitar um dado e os motores de busca (Cadê – Yahoo e Google) acharem.

O interessante desse tempo é que o Cadê era muito mais conhecido e utilizado do que o próprio Google. Dai a pergunta que fica é: O que o Yahoo fez de errado? ou o que o Google fez de diferente?

No dia 20/11/2002, eu com meus 10 anos tive uma bela surpresa de aniversário. Ganhei um Pentium 3, com: 128MB de memória RAM e 20GB de HD / Monitor LG CRT 14 polegadas / Teclado PS2 / Mouse PS2 de bolinha / Windows 98.

Nos dias de hoje, essa configuração é considerada ridícula. Entretanto foi pago o valor de R$ 1,600  (um valor considerável para época). Aplicando o índice de inflação IGP-M até o ano de 2016 temos o valor de R$ 3.977,74.

Após ganhar essa belo presente, fucei todo o computador e consegui estragá-lo em 1 mês. Meu tio teve que formatá-lo e após isso eu parei de alterar as configurações que me pareciam joguinhos. Jogos como: Diablo, The Sims, Pick-Up Express, Age Of Empire, Duke Nukem e entre outros eram o meu lazer.

Com esse computador tive, enfim, acesso a internet. Provedor ibest que fazia aquela barulhinho maravilhoso ao entrar. 😆 O valor para usar durante o dia era um tanto quanto abusivo, assim sendo, tínhamos que conectar depois das 24:00, pois pagaríamos uma taxa única (isso quando a internet não caía).

Além disso, ao conectar-se com a internet a linha telefônica ficava indisponível. Considerando que o celular era pouco usado pois apresentava taxas maiores de cobranças do que o telefone fixo. Sempre arrumava briga com minha mãe por causa disso (karan, sai da internet pois preciso ligar para fulana 😐 ).

Nesse tempo, meu passatempo era ficar em salas de bate papo, tais como: Uol e Mirq. Não poderia deixar de citar aqui o Mirq, pois ele me apresentou um princípio de programação, onde tínhamos que utilizar alguns comandos para navegar entre as salas, tais como: /join, /nick, /list, /leave e etc.

Apesar dos SmartsPhones, terem sido lançados por volta do ano 2000 (TECHTUDO, 2012). Para minha realidade, fui apresentado de fato por volta do ano de 2003.

Ganhei o meu primeiro celular (Nokia 6110) neste mesmo ano. Este era utilizado exclusivamente para fazer ligações (principalmente a cobrar), mandar mensagens de textos e jogar Snake.

Não me lembro de utilizá-lo para outros fins que não sejam esses. Talvez por isso, a bateria durava de 1 à 2 semanas. Tinha uma certa vergonha desse meu celular, pois alguns colegas já tinham celulares “inteligentes”, que dispunham de um número maior de funcionalidades.

 

O ano de 2004 foi um ano de mudanças. Foi instalado o Windows XP (Age of Empire parou de funcionar :/ ) e criei a minha primeira conta de e-mail com o seguinte login: karan2004@ibest.com.br.

Poucas eram as pessoas que eu conhecia que possuíam uma conta. Por isso recebia normalmente e-mails de anúncios. Nessa época os sites começavam com os Newsletters (comunicação regular e periódica enviada para clientes em potenciais).

Por consequência, alguns sites que eu entrava como: cyberjogos. Começaram a pedir um e-mail. Tornando necessário então, a criação do mesmo. Neste mesmo ano, iniciou-se a popularização da internet banda larga.

Me recordo de alguns colegas da escola que tinham e podiam ficar o dia todo conectados. Já eu… Tinha que me conectar escondido dos meus pais e levar “bronca” no final do mês quando a conta chegava.

Lembro-me que neste ano, me divertia com meus amigos jogando The Crims  e Tibia. Quem passou por essa fase, sabe das horas e noites perdidas por causa deles. 😛

No ano de 2005 à 2006, posso dizer que passei por uma revolução tecnológica voltada para as redes sociais. Pois comecei a utilizar as seguintes tecnologias:

  • MSN  – Aplicativo desktop que permitia a comunicação entre as pessoas instantaneamente, através de mensagem escrita, áudio e vídeo;
  • Fotolog / Flogão – Página WEB de compartilhamento de fotos, que permitia ao usuário comum partilhar uma foto por dia. Para compartilhar mais do que uma, era necessário ser usuário gold e pagar por esse serviço;
  • Orkut – Rede social WEB, que permitia o envio de recados, depoimentos, fotos, vídeos, gerenciamento de comunidades e etc.

Aproximadamente no ano de 2011, iniciou-se a guerra entre iOS e Android. Alguns colegas compraram esses “novos aparelhos” e exaltavam elogios. Contudo, eu no meu segundo emprego recebendo um salário relativamente baixo, tendo que pagar faculdade e outros gastos, acreditava que era um valor muito alto para se pagar em um celular.

No ano de 2012 fiz uma economia e comprei o smartphone Android Samsung Galaxy Ace. Percebi em pouco tempo, que o investimento valia a pena. E meses depois comprei o Samsung Galaxy S3 Mini.

iosandroid

Outras tecnologias passaram por mim, e gostaria de pelo menos deixar um breve registro delas:

  • Disquete – Dispositivo de armazenamento de dados;
  • Fita Cassete – Fita magnética utilizada para armazenamento de áudio;
  • Vídeo Cassete – Fita magnética utilizada para armazenamento de vídeo;
  • Walkman – Reprodutor de música de fita cassete;
  • CD-R – Disco compacto utilizado para armazenamento de dados (capacidade média: 700MB);
  • CD-RW – Disco compacto regravável utilizado para armazenamento de dados (capacidade média: 700MB);
  • DVD-R – Disco Digital versátil (capacidade média: 4,7GB);
  • DVD-RW – Disco Digital versátil regravável (capacidade média 4,7GB);
  • Mp3 – Dispositivo para armazenamento e reprodução de músicas (capacidade média modelo S1 que foi popularizado no Brasil: 64 MB a 4 GB);
  • Mp4 e iPod nano – Dispositivo para armazenamento e reprodução de músicas e vídeos (capacidade média 512 MB a 2 GB);
  • Celular com tela colorida e que batia fotos;
  • Infra vermelho – Utilizado no celular e demorava 30 minutos para passar 1 toque de telefone para o colega. Apesar disso, foi uma grande descoberta pois permitia o compartilhamento de dados;
  • Bluetooth – Evolução incrível para época. Transferia os arquivos de forma mais rápida;
  • Celular V3 – Revolucionou o mercado dos SmartPhones na época, com seu design arrojado e moderno. Além de possuir a tela flat que permitia tirar fotos da frente e de trás;
  • Pen Drive – Dispositivo para armazenamento de dados;
  • Formspring – Página Web que permitia fazer perguntas para outra pessoa em anonimato ou não;
  • TV Digital – Qualidade superior a TV convencional e permite a interação com o programa apresentado;
  • Smart TV – Dispositivo inteligente que permite acesso a internet, instalação de aplicativos e etc.

E para finalizar, gostaria de salientar que tecnologias que eram extremamente proeminentes, foram “substituídas” de forma gradativa por novas tendências de mercado que copiaram e aprimoraram suas funcionalidade.

nada se cria, tudo se copia.

Vejamos os exemplos abaixo:

  • Disquete = Fita cassete = Videocassete;
  • Disquete + Fita cassete + Videocassete = CD;
  • CD = DVD;
  • Mp3 + DVD = Mp4;
  • CD + DVD + Mp3 = Pen Drive;
  • mIRC + Telefone = MSN = Skype = WhatsUp;
  • Fotolog = Instagram;
  • Fotolog + MSN = Orkut;
  • Fotolog + MSN + Orkut = Facebook;
  • Facebook = Twitter;
  • Youtube + MySpace = Spotify;
  • Facebook = Skoob;
  • Badoo = Tinder = Happn;
  • Instagram + Twitter + WhatsUp = SnapChat;
  • Google Maps + Facebook = Waze;
  • Twitter + Chatroulette = TwitCam;
  • TwitCam = Periscope;
  • Twitter = Medium;

 

Analisando esses cases, podemos concluir que sempre existe um diferencial. Seja ele tecnológico, geográfico, marketing, design, usabilidade, integração e etc. Mas o que é inovação? Segundo ESTEVES (2005) é

encontrar novas maneiras de fazer algo que já é feito há muito tempo, sempre do mesmo jeito.

A tecnologia é mutável, tudo tem um começo, ascensão e fim. O que será do futuro? Quais serão as novas inovações? Quem serão os responsáveis?

É no presente que fazemos o futuro, eu quero participar disso e você?


 Links de apoio:

3 comments

  1. Cara… até que você começou bem! meu primeiro pc foi um celeron 667mhz com 64 mb de memória e o OS foi o Windows ME!

    No que foi relativo a games, ganhei o meu SNES em 1994 e sempre fui fã de jogos de luta… Mas também não dispensava jogar um top gear (com aquela trilha sonora foda!)

    No mais, boa sorte com o blog!

Deixe uma resposta